quarta-feira, 19 de Novembro de 2014

Pudim de caiota e coco um sabor antigo


Ofereceram-me um saco cheio de lindas caiotas (ou chuchus, mais conhecido para alguns) e eu fiquei muito grata pela gentil oferta. Coloquei em sopas e cremes, que adoro devido à suavidade que transforma os cremes. Cozi, simplesmente para consumir como acompanhamento. Mas tinha na ideia um pudim. Um pudim que meu marido me falava que comia em criança feito pela mãe. Como a minha sogra já não se lembra de certas coisas, então improvisei seguindo a descrição de meu marido. Uma coisa tinha a certeza, tinha de saber a coco e a caramelo! O resultado não podia ter sido melhor...obrigada PMT pela oferta que nos soube mesmo bem ;)  



Ingredientes:

4 ovos
200 g de côco
900 g de caiota (cozida e em puré)
Raspa de limão
150 g de farinha de trigo
300 g de açúcar
1/2 cup de light corn syrup (é uma espécie de óleo de milho doce)
1/4 cup de Vaqueiro líquida (margarina)
Caramelo para forrar o pirex

Fiz assim:

Descasquei a caiota, retirei o caroço e parti em quadrados pequenos. Deitei a caiota a cozer, no cesto da bimby com 800g de água, durante 20 min. na vel.3. Este processo pode ser feito no tacho a vapor, ou em água. Depois de escorrida voltei a deitar no copo da bimby e ralei durante uns segundos na velocidade progressiva 4,5,6,7 até conseguir a consistência pretendida.
Numa tigela deitei os ovos partidos e bati até ficarem em espuma com uma vara de arames.
Adicionei o açúcar, a raspa de limão e voltei a bater.
Juntei a manteiga e o óleo e envolvi bem.
Acrescentei o coco e a farinha e misturei com cuidado.
Verti a massa num pirex coberto com caramelo líquido e levei ao forno quete durante uns 45 minutos, até rosar por cima.

Era delicioso servido morno, mas depois de frio... humm... não digo mais nada! :)


Espero que gostem da sugestão e voltem sempre ;)

Beijinhhos


terça-feira, 11 de Novembro de 2014

Chutney de cebola roxa com cranberries


Este ano tivemos algumas cebolas roxas na nossa horta, o que foi ótimo, porque adoro este tipo de cebola em saladas. Mas com o passar do tempo elas começaram a querer grelar. Comecei a pensar no que poderia fazer para as aproveitar. Congelar já arranjadas dava só para usar em cozinhados e como andava com vontade de experimentar um chutney de cebola aproveitei a oportunidade. Devo dizer que andei a ler algumas receitas na net e decidi fazer com os ingredientes que achei que combinavam melhor e com as aromáticas de minha preferência. O resultado? Excelente! 
Delicioso com tostas, queijos, carnes assadas, em sandes e até em saladas. Para além de ser uma espécie de compota que podemos guardar por algum tempo, sem se estragar com facilidade, é ótimo para oferecer no natal ao nossos familiares. 




Ingredientes:

2 kg de cebola roxa cortada em rodelas
150 ml de azeite
200 ml de vinho tinto suave
150 ml de vinagre balsâmico de modena
200 g de açúcar mascavado escuro
7 dentes de alho descascados e inteiros
1 c. de chá de sal
1 pimenta piripiri
1 pau de canela
4 c. de sopa de mel de Mértola
Cranberries a gosto

1 bola de metal de fazer chá com ervas, cheia com uma mistura de especiarias;
Sementes de cardamomo
Sementes de coentros
Sementes allspices
Cravinho
Pimenta preta

Fiz assim:

Arranjei as cebolas e cortei-as às rodelas com a ajuda da mandolina.
Num tacho deitei as cebolas com os restante ingredientes, excepto as cranberries, e levei ao lume até levantar fervura.
Reduzi o lume e deixei apurar mexendo de vez em quando por volta de 1 hora, ou então até quando adquirir uma tonalidade mais escura e densa.
Antes de apagar o lume deitei as canberries, mexi e desliguei o lume.

Depois deitei em frascos esterilizados e bem tapados. Deixei arrefecer os frascos virados ao contrário para ficarem bem selados, em vácuo.



Espero que gostem da sugestão e voltem sempre :)

Beijinhos



sexta-feira, 31 de Outubro de 2014

Bolo mesclado com beijinho para o meu "Homem" mais novo


Ontem foi dia de festa cá em casa. Cantou-se os parabéns a você! Foi o dia dele. Do meu "homem" mais novo. Agora que atingiu a idade adulta a responsabilidade é outra. É o começo de uma nova etapa de vida. O começo de novos projetos e ambições. E nós, pais, só lhe desejamos o melhor. Feliz aniversário, filho! E continua a ser o filho maravilhoso que tens sido até agora.
E para celebrar a data tinha de haver um bolo, claro. E tinha de ser de chocolate. Quando vi esta receita no FB de uma amiga do meu filho, disse-lhe logo, que iria ser aquele bolo que iria fazer para os seus anos. E assim foi! Resultou muito bem e é delicioso. 
















Ingredientes

Bolo
4 ovos

1 1/2 xícara (chá) de açúcar
1 xícara (chá) de leite
2 1/2 xícaras (chá) de farinha de trigo
3 colheres (sopa) de margarina
1 colher (sopa) de fermento em pó

3 colheres (sopa) de cacau em pó

Recheio


1/4 xícara (chá) de leite

1 colher de sopa de chocolate em pó (nesquik)


1 lata de leite condensado
1 xícara (chá) de leite
100 g de coco ralado

1 colher (sopa) de margarina



1 pote de Nutella
Raspas de chocolate para decorar
Fiz assim;

1. Preparei a massa na bimby (pode ser numa batedeira), bati as claras em neve, com a borboleta, durante 3 minutos, velocidade 4. Acrescentei as gemas uma a uma e continuei a bater na velocidade 3.
2. Juntei o açúcar, 1 xícara (chá) de leite, a farinha e 3 colheres (sopa) de margarina. Misturei o fermento em pó.
3. Dividi a massa em duas partes e em uma delas, misturei 3 colheres (sopa) de cacau pó.
4. Em uma forma de 24cm de diâmetro, untada e enfarinhada, coloquei alternadamente porções de massa branca e massa de chocolate e mesclei com um palito.
5. Cozi no forno, pré aquecido, a 200 ºC durante 50 minutos, ou até que, espetando um palito, ele saí-se seco.
6. Preparei o recheio numa panela, coloquei o leite condensado, 1 xícara (chá) de leite, 1 colher (sopa) de margarina e o coco ralado. Levei ao fogo mexendo até começar a fazer ponto de estrada ( até ver o fundo da panela). Deixei arrefecer.
7. Desenformei o bolo, cortei ao meio, humedeci com uma mistura de 1/4 de xícara (chá) de leite e 1 colher (sopa) de chocolate em pó.
8. Recheei com o beijinho.
9. Decorei com a Nutella e raspas de chocolate branco.

Dica para cobertura, substitua a Nutella por ganache.


Espero que gostem da sugestão.

Beijinhos e voltem sempre :)


segunda-feira, 27 de Outubro de 2014

Pernil de borrego assado "sem" tempo


Ao domingo apetece ligar o forno e cozinhar com tempo. Inalar cheiros e aromas que aconchegam o coração. Desde que o outono chegou o meu do meu forno tem saído alguns cozinhados. Assados. Gratinados. Pudins. Bolos. Ainda não estou virada para as bolachas, mas um dia destes, com tempo, me dedicarei a encher os potes das bolachas. Mas desta vez saiu um "porfeito"  (como se diz por cá ;) pernil de borrego. Por engano descongelei, pensando ser carne de porco e como já não tive tempo de grandes marinadas improvisei dessa maneira que ficou bem delicioso. E como o forno estava ligado assei uma abóbora do nosso quintal que serviu de acompanhamento. Um almoço de domingo repleto de aromas e sabores! 






Ingredientes:

1 pernil de borrego limpo de peles e bedum
1 cebola
5 cravos da Índia
1 folha de louro
Sal q.b.
Água.

Ingredientes para o molho:

1 mão de green onion (cebolinha) cortada em rodelas (usei congeladas da minhahorta)
Aipo q.b.
1 pimento vermelho
1 malagueta
6 dentes de alho
1 limão, raspa e sumo
1 c. de chá de coentros em pó
1 c. de chá de pimentão doce
1 c. de chá de gengibre em pó
Pimenta preta q.b.
1 ramo de alecrim (só os fios)
1 ramo de tomilho (só as folhas)
Sal q.b.
1/4 cup de azeite
2 c. de sopa de tomatada
1 c. de chá de malagueta
1/2 cup de vinho tinto de boa qualidade


Fiz assim:

Na panela de pressão deitar o pernil com os cravos da índia espetados na cebola, o louro e o sal. Cobrir com água e levar a ferver e cozer 20 minutos em pressão.
Depois de sair a pressão abri a panela, retirei o pernil e deitei num pirex.

Deitei todos os ingredientes do molho no copo da bimby e triturei 15 Seg/Vel.7.
Deitei este molho por cima do pernil, deitei umas nozes de manteiga e cobri com uma folha de alumínio. Levei ao forno quente a assar durante 1 hora e meia.
Depois retirei o papel e deixei rosar mais um pouco.

Espero que gostem tanto da sugestão, como apreciaram o prato cá em casa :)

Beijinhos e sejam sempre bem vindos/as.





segunda-feira, 20 de Outubro de 2014

Apetece-me...tarte (de maçã) Alemã


Chegando o fim de semana, o que mais ouço cá em casa é - O que vai haver para sobremesa!? E a minha resposta é sempre a mesma. - O que te apetece? - Apetece-me uma tarte de maçã igual àquela que fizeste uma vez para levar para casa do tio Paulo! - E agora lembro-me lá qual foi!  E numa busca exaustiva pelas receitas publicadas no blogue de tartes de maçã, não consegui descobrir a tal. De certo foi mais uma daquelas que faço para levar para os convívios e que me esqueço de fotografar. Desisto e começo a procurar uma receita nos livros da bimby que têm vindo a ser esquecidos. E encontrei esta que me agradou e com algumas pequenas adaptações lá saiu a tarte de maçã.







Ingredientes para a massa:

50 g de açúcar
300 g de farinha
180 g de vaqueiro líquida

Ingredientes para o recheio:

4 maçãs reinetas(usei golden)
2 ovos
200 g de natas
50 g de açúcar 
Compota de abóbora aromatizada com cravinho(que ainda não publiquei a receita)

Fiz assim:

No copo da bimby coloquei os ingredientes da massa e programei 20 Seg/Vel. 6 (podem usar um robot de cozinha normal).
Estendi entre 2 plásticos 2/3 da massa e forrei o fundo e as laterais de uma tarteira de fundo removível de metal com aproximadamente 25 cm de diâmetro. Reservei a restante massa para a cobertura.

Coloquei no copo da bimby as maçãs descascadas e sem caroços e ralei dando 2 toques de turbo (podem ralar num ralador normal).
Espalhei sobre a base de massa sem calcar. Reservei.
Coloquei no copo os ovos, as natas, o açúcar e programei 20 Seg/Vel.4.
Deitei este preparado sobre a maçã e deixei infiltrar.
Com a ajuda do rolo, estendi a massa reservada entre dois plásticos e deixei 0,5 mm de espessura e cortei em tiras de 1 cm de largura, para entrançar em cima da tarte.
Preenchi os quadrados com uma colher de compota e levei ao forno pré aquecido a 180ºC cerca de 30-40 minutos.


Fonte: Livro "A Bimby Massas e Doces" pág. 98.

Espero que gostem da sugestão. E voltem sempre! :)

Beijinhos



quinta-feira, 16 de Outubro de 2014

Pizza integral de espelta com pesto


Hoje comemora-se o dia mundial da alimentação e eu decidi celebrar este dia com uma pizza deliciosa.Na blogosfera fala-se e vê-se muitas receitas de pão - World Bread Day - e como cá em casa comemos pão caseiro feito no forno a lenha, não tenho muitas mais alternativas. Quando o faço é em grande quantidade e depois congelo para ir tirando o pão sempre fresquinho. Por isso a minha MFP tem estado a descansar. Depois de comer o pão amassado e cozido tradicionalmente não fica muita vontade para comer de outros. Mas qualquer dia faço um pão diferente para o meu. Doce, talvez!
E assim sendo acho este dia (como os outros todos)importante para fazermos uma reflexão sobre o que comemos e o que não devemos comer. E lembrar que nem todos têm o que comer, por isso a comida deve ser respeitada e não desperdiçada.
Sendo assim deixo aqui uma versão saudável de uma refeição fast food.   





Ingredientes;

Massa

200 gr de água
50 gr de azeite
1 c. de chá de sal
1 c. de chá de fermento granulado
150 g de farinha de espelta
100 g de farinha integral
150 g de farinha de trigo
1 c. de café de garlic salt


Ingredientes para o recheio:

1 cebola
1 lata de cogumelos média
Pimento vermelho e verde em rodelas
Tomate chucha
Fiambre de perú cortado em fatias
Azeitonas pretas descaroçadas
1 queijo mozarella de bola
Pesto (usei este)
Oregãos
2 latas de atum Santa Catarina

Fiz assim:

Deitei os líquidos e o sal no copo, programei 1 Min.,Temp.37º, Vel.2.
Adicionei o resto dos ingredientes e programei 1 Seg., Vel.6 e 1 Min. Velocidade Espiga.
Deixei repousar 30 min.
Aqueci o forno a 200ºC.
Entretanto arranjei os ingredientes para colocar na pizza.
Tendi dois círculos de massa com a ajuda do rolo de cozinha na bancada enfarinhada.
Deitei a massa no tabuleiro do forno e comecei a completa-la com os ingredientes.
Comecei pelo pesto e depois coloquei a imaginação a funcionar. Fiz uma de fiambre e outra de atum.
E finalizei com o queijo.
Levei ao forno a cozer e ate ficar rosada.


Espero que gostem :)

Beijinhos



terça-feira, 14 de Outubro de 2014

O "outro" cheesecake mosaico


Eu bem avisei que atrás do outro seguia mais um. E ele aqui está!


Desta vez foi feito um bocado de cor. O objetivo era fazer um cheesecake com uma tablete de chocolate branco que o meu filho tinha comprado nas férias. Enquanto não a usei ele não descansou.


Mas o resultado valeu muito a pena.


O doce do chocolate branco a contrastar com o chocolate amargo e o ácido das framboesas foram uma explosão de sabores. Magia autentica!



Ingredientes:

Base

150 g de bolachas de chocolate da marca Continente (são uns sacos de kilo)
100 g de manteiga vegetal

Recheio

1 tablete de chocolate branco - 200 g
2 cx de queijo creme light (da marca Continente) - 400 g
1 cx de natas para bater (da marca Continente) - 200 g
1 c. de sopa de extrato de baunilha
2 c. de sopa de açúcar branco
5 folhas de gelatina

Cobertura;

1 tablete de chocolate preto com 70% de cacau
2 c. de sopa de manteiga vegetal
Leite meio gordo q.b.

Fiz assim:

Triturei as bolachas na bimby com uns toques de turbo até ficarem em farinha. Acrescentei a manteiga e envolvi uns segundos na velocidade 6 até ficar um granulado grosso.
Forrei o fundo de uma tarteira com a bolacha com a ajuda de uma colher até ficar bem alisada.

Deitei as folhas de gelatina de molho num pouco de água.

Derreti o chocolate me banho maria numa tigela em cima dum tacho com água a ferver, mas sem tocar na água. Quando derretida e já fora do calor juntei as natas e bati bem com a vara de arames. 
Adicionei o queijo e bati bem até ficar um creme aveludado. Acrescentei o açúcar, o extrato de baunilha e a gelatina (escorrida e derretida uns segundos no microondas).
Envolvi bem e com cuidado e deitei por cima da base de bolacha.
Levei ao frigorífico de véspera até ao dia seguinte.

No dia seguinte:

Derreti a tablete de chocolate de culinária num tacho com manteiga.
Fui adicionando o leite até obter o creme desejado (cremoso).
Deixei arrefecer um pouco e cobri o cheesecake. 
Levei ao frigorífico até solidificar.
Decorei com framboesas e levei à mesa para os comensais saborearem :)

Espero que gostem da sugestão.

Beijinhos



segunda-feira, 6 de Outubro de 2014

Cheesecake de baunilha com cobertura de morango e mais um desejo concretizado


Este lindo foi feito a quatro mãos. Eu e o meu filho.


O meu filho tem um desejo por cheesecakes igual à mãe ;) mas a mãe enquanto pôde evitou fazê-los.


Mas agora o filho é mais persistente nos seus desejos. E confesso que não lhe resisto a concretiza-los :)


Este foi um deles! Porque já está outro em lista de espera para aparecer por aqui! É verdade, mas por agora fica este que de maravilhoso tinha tudo!



Base:
180g de bolacha Maria
40g de manteiga derretida
4 colheres de sopa de leite


Recheio:
200g de queijo creme (tipo philadelphia)
2  iogurtes  naturais
100 g de açúcar
1 colher de chá extrato de baunilha
5 folhas de gelatina incolor
200ml de natas frescas da Longa Vida
1 colher de sopa de sumo de limão

Cobertura de Morango:

1 lata de cobertura de morangos 


Preparação:

Base:

Triturei as bolachas na bimby. Juntei as bolachas com a manteiga e o leite numa tigela. Misturei até obter uma mistura com aspecto de areia grossa (se necessário juntar um pouco mais de leite).

Coloquei um aro de semifrio (de 20 cm) sobre o prato de servir (o prato deve ser completamente raso). Coloquei a mistura das bolachas dentro do aro, de modo a cobrir uniformemente o fundo e pressionei.


Recheio:

Na bimby, juntei o queijo creme com os iogurtes e o açúcar. Bati na velocidade 4 durante uns segundos até obter um creme liso e brilhante.

Coloquei as folhas de gelatina de molho em água fria, por alguns minutos.

Na Kitchen Aid bati as natas com o sumo de limão até ficarem bem firmes.

Escorri as folhas de gelatina e dissolvi-as em 3 colheres de sopa de água quente. Deixei arrefecer um pouco e juntei à mistura do queijo creme. Envolvi durante uns segundos na velocidade 4 até ficar bem misturado..

Depois, envolvi suavemente a mistura do queijo nas natas com uma vara de arames.

Com cuidado verti o creme preparado para dentro do aro. Levei ao frigorífico até solidificar (deixei durante a noite a refrigerar).

Fonte: baunilha e caramelo


Depois venho cá mostrar o outro que também não ficou nada atrás deste! ;)

Espero que gostem da sugestão e voltem sempre porque a porta está sempre aberta ;)


Beijinhos




quinta-feira, 2 de Outubro de 2014

O dia dela chegou! Bôla de carne.


Às vezes dou comigo a pensar que muitas das comidas que faço é a pedido do meu filho! Esta bôla foi um caso deste. Levou dias a pedir-me para lhe fazer. Chegou ao dia! Andei a pesquisar na net receitas e gostei da receita da Clara de Sousa. Com algumas adaptações aqui fica a minha bôla que foi bem recebida cá em casa.









Ingredientes:

200/300 grs carnes variadas cortadas em fatias finas - usei 1 peito de frango assado, 1 embalagem de bacon picado, 1 linguiça regional.
2 dl de azeite
2 dl de leite
360 grs de farinha
1 colher de sopa de fermento em pó
1 pacote de queijo parmesão ralado
4 ovos
1 pitada de sal
margarina para untar o tabuleiro

Fiz assim:

Retirei a pele à linguiça e as gorduras do frango.
Deitei as carnes na bimby e piquei uns segundos na velocidade 5 até ficarem em pedacinhos, mas não desfeitas. 
Numa tigela juntei o leite, azeite, ovos, sal e metade do queijo e bati bem com vara de arames.
Adicionei a farinha misturada com o fermento e continuei a bater bem a massa durante uns minutos.
Enquanto isso, untei e forrei um tabuleiro com papel vegetal e ligar o forno nos 180º.

"E agora das duas uma: ou se envolvem as carnes na massa e se deita tudo no tabuleiro ou faz-se como no empadão - a massa é um pouco elástica mas com paciência vai lá. Deita-se metade da massa e espalha-se, espalham-se as carnes e cobre-se com a massa restante - com cuidado para as carnes não "virem todas atrás"" (texto retirado da receita original).

Fiz em camadas, massa-carnes-massa, e por último deitei o resto do queijo na superfície.

A receita original encontra-se aqui.

Espero que gostem da sugestão.

Beijinhos



terça-feira, 23 de Setembro de 2014

Bifes de frango panado verão/outono


Hoje é o primeiro dia do outono. E ele chegou bem conforme a estação, com vento, chuva e aquele ar moderado que nem é frio, nem é quente. É nesta época que sinto uma monotonia incompreensível. É quando tenho a perceção que o verão já terminou e que virão longos dias como este que me obriga a permanecer em casa. Eu gosto de estar em casa. De aproveitar as tardes de fim de semana enroscada numa mantinha no sofá com o meu gatinho ao colo a assistir a um filme. Gosto de ficar na cozinha a cozinhar para a família e experimentar novas receitas. Gosto de sentir o aconchego do lar sabendo que estamos todos juntos e bem de saúde. É algo que me conforta. Mas em contrapartida, detesto este tempo, porque não consigo abrir uma janela para entrar ar puro. Não gosto de sair à rua e sentir a chuva a salpicar os pés que ainda estão descobertos. Não gosto de calçar sapatos novos que fazem sempre calos nos pés. Não gostos dos dias pequenos que me tira a energia. Por mim o verão podia durar 6 meses. Por não!? Sendo realista, o verão são só 2 meses, quase! O certo, era o inverno e o outono serem só 3 meses e os meses restantes primavera e verão ;) Isso sim era o paraíso! 
E como hoje não esperamos ver a luz do sol, trago as cores dele neste prato que nos soube muito bem :). Espero que gostem da sugestão.





Ingredientes:

2 embalagens de bifes de frango
Kéfir

Pão caseiro
1 molho de coentros
4 dentes de alho
1/2 malagueta vermelha
1 punhado de queijo mussarela ralado
Sal q.b.
Pimenta preta q.b.
Vaqueiro líquida q.b.


Fiz assim:

Lavei os bifes em água corrente e sequei-os.
Deitei-os numa tigela, cobri-os com kéfir e deixei marinar durante 30 minutos (este processo serve para deixar a carne tenra, se não usar kéfir pode colocar 1 colher de sumo de limão num copo com leite e esperar 10 minutos (é o chamado leitelho)).
No copo da bimby (pode usar um copo triturador) deitei todos os ingredientes (excepto o queijo ralado) e triturei na vel.9 até ficar com a consistência desejada. Depois juntei o queijo e misturei na vel. 7 durante 5 segundos.
Entretanto forrei um tabuleiro com papel vegetal (uso daquele que não cola os alimentos, uma maravilha!).
Deitei o preparado numa tigela e passei cada bife pelo pão ralado pressionando bem para ajudar a agarrar.
Deitei no tabuleiro forrado e deitei uns fios de manteiga líquida por cima de cada bife. Levei ao forno bem quente durante 10 minutos e virei uma vez para tostar do outro lado. Este tempo varia de forno para forno. Não convém deixar secar. Pessoalmente gosto deles suculentos.

E servi com um delicioso esparguete!

Para o esparguete;

Cozi o esparguete num tacho com água abundante e temperada de sal e um fio de óleo para o ajudar a não colar.
Entretanto noutro tacho deitei um fio de azeite e salteei uma cebola grande picada, 4 dentes de alho e uma folha de louro. Quando começou a quebrar deitei uma lata de média de cogumelos fatiados e escorrido e deixei murchar um pouco. Temperei com pimentão vermelho em pó, umas 4 colheres de sopa de ketchup, pimenta preta e sal. Acrescentei o esparguete escorrido, ainda al dente e envolvi bem no preparado. Deitei um pouco da água de cozer o esparguete para ele se soltar um bocadinho. 

Nesta receita tive a ajuda preciosa do meu filho. Talvez por isso ficou com um gostinho melhor do que é habitual ;)

Espero que apreciem a sugestão.

Beijinhos